Igreja Universal – Cabo Verde

LOGO

Universal Filipinas

Você já ouviu falar de Manila, a capital das Filipinas? Trata-se de uma das cidades mais importantes do país e do Sudeste Asiático. Ela conta com uma população de quase dois milhões de habitantes e é um dos locais mais atraentes, assim como a ilha de Luzon, a maior do país.

Para quem já visitou a cidade, compará-la às ruas e à agitação de São Paulo é muito fácil. Mas, assim como na capital paulista, a cidade tem suas dificuldades e grandes tribulações.

Em 2016, Rodrigo Duterte foi eleito presidente e algumas de suas promessas era acabar com os crimes, as drogas, o tráfico e a violência no país e, para isso, não pouparia esforços e nem vidas.

E foi exatamente o que aconteceu em 2017, quando mais de 6 mil pessoas usuárias de drogas foram mortas em ataques policiais ou por vigilantes, e cerca de 900 mil dependentes químicos se entregaram às autoridades, o que gerou o confisco de grande quantidade de entorpecentes.

Superlotação em presídios

Para se ter uma ideia, somente no presídio de Quezon City Jail – construído há mais de seis décadas, cuja capacidade de integração era de 800 reeducandos -, atualmente o número de internos é superior a 3.800, ou seja, quase cinco vezes mais do que é estabelecido na sua capacidade estrutural. Hoje, o país está no ranking das instalações penais mais congestionadas do mundo.

Diante desse quadro, a Universal vem tentando realizar o trabalho evangelístico dentro da unidade prisional de Quezon há mais de um ano e somente agora, em maio de 2018, teve o consentimento.

Dependíamos de aprovação para a nossa entrada e a burocracia documental para a liberação do nosso acesso foi longa, mas esse acesso nos foi dado pelo próprio Deus, por meio de propósitos de oração”, comentou o Bispo Tiago Lemos, atual responsável pelo trabalho da Universal nas Filipinas, em entrevista ao site Universal.org

A primeira reunião

No dia 30 de maio último, cerca de 15 voluntários, entre pastores, obreiros e o Bispo Tiago Lemos, realizaram a primeira reunião dentro do presídio de Quezon.

Cerca de 100 detentos participaram diretamente das orações e da Palavra ministrada pelo Bispo e outros 300 ficaram ao redor, nos seus andares, devido à superlotação.

Além da palavra de fé e do atendimento espiritual, os voluntários também distribuíram kits com materiais de higiene pessoal e alimentação (uma saborosa sopa com suco), e ainda realizaram cortes de cabelo nos detentos que assim desejaram.

“A sensação de felicidade é muito grande; eles aceitaram o trabalho de coração aberto e entenderam o nosso objetivo que, acima de tudo, é prestar apoio espiritual. Agradeceram o carinho e a nossa preocupação em levar a Palavra de Deus ao encontro deles, mesmo estando privados do convívio social”, completou o Bispo.

UNP: Um trabalho evangelístico e de fé

Há mais de três décadas a Universal realiza um trabalho de evangelização nas unidades prisionais de várias partes do Brasil e em mais de 50 países, com o objetivo de levar aos que vivem atrás das grades apoio social e espiritual, além de auxílio aos familiares dos detentos.

Se você deseja conhecer mais sobre o trabalho que os voluntários do UNP realizam, acesse a página oficial do grupo no Facebook, clicando aqui.

(*) Com informações da Universal Filipinas

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*