Centro de Ajuda – Cabo Verde

LOGO

Desculpas x força de vontade

Desculpas x força de vontade

A imagem que abre essa matéria é um exemplo de que, quando uma pessoa quer fazer algo, ela encontra uma maneira.

Essa é uma das muitas fotos que foram feitas durante o jogo de futebol americano disputado entre os times Buffalo Bills e Indianapolis Colts, no dia 10 de dezembro último.

A partida aconteceu sob uma incessante chuva e neve, que começou antes da hora do jogo e só acabou após seu término. Mesmo assim, os times cumpriram seu papel como profissionais. A surpresa ficou justamente por conta da torcida, que, sem estar sendo paga para comparecer, lotou o estádio dos Bills, com exatamente 60.222 fãs presentes.

A temperatura na cidade de Buffalo (Nova York, Estados Unidos) naquela tarde permaneceu entre -3ºC e -5ºC. Por ser um estádio aberto, a sensação térmica no local variou entre -5,1ºC e -10,3ºC.

“Isso é incrível. É a pior situação com neve da qual posso me lembrar”, escreveu o jornalista Sal Maionara, que trabalhou na partida, em sua conta no Twitter. “Dado o acúmulo de neve nessas pessoas, eu apenas espero que elas ainda estejam vivas”.

Ao fim do dia nenhum incidente foi registrado por conta da temperatura e da neve na partida. Quem realmente quis ir ao estádio foi e viu um espetáculo raro. Fica a pergunta:

Se você quer fazer algo, o que pode te impedir?

Agora, traga essa situação para a sua realidade: será que você realmente tem força de vontade para buscar a Deus?

“Hoje não vou à igreja porque está chovendo.”

“Não vou à reunião da manhã de domingo porque dormi muito tarde no sábado.”

“Hoje não vou à igreja porque o sol está queimando.”

“Hoje estou sem carro, não vou à reunião.”

Os motivos para faltar ao compromisso estabelecido com Deus são inúmeros, mas, na verdade, a maior parte deles não passa de desculpas.

Conforme explica o bispo Júlio Freitas em seu blog, muitos “antes de considerarem as coisas de Deus, consideram os seus próprios afazeres diários, as suas próprias vontades, bens, problemas ou situações por resolver. São os que dão valor a Deus apenas quando precisam ou têm interesse em obter alguma bênção, desconsiderando-O como Pessoa.”

Para quem quer faltar à reunião, qualquer pequena tarefa se torna um compromisso inadiável. Muitas vezes, as pessoas escolhem se dedicar a verdadeiras perdas de tempo, em vez de se dedicarem a Deus.

É necessário entender qual o receptor de nosso tempo. Por exemplo: uma pessoa que passa horas visitando as redes sociais ou navegando na internet é uma pessoa que está direcionando seus dias a algo, quase sempre improdutivo. Afinal, o que você ganha por verificar cada notificação do Facebook ou do Instagram?

O mesmo acontece com quem se torna viciado em televisão, revistas, jogos etc. Esses receptores estão consumindo todo o seu tempo, aquele tempo precioso que poderia estar sendo entregue a Deus para obter resultados positivos por meio da fé.

Por isso, é tão importante reavaliar o seu comportamento com honestidade.

O bispo Júlio Freitas orienta os leitores a responderem as seguintes perguntas:

“Liste, por ordem, as suas prioridades: Deus? A sua família? O seu trabalho? Quando você vai à Igreja: Apenas está de ‘corpo presente’? Participa ativamente? Escuta e pratica?”

Caso essas respostas demonstrem que você está se afastando de Deus, visite hoje mesmo a Universal mais próxima de si. Não deixe que as desculpas confundam suas prioridades.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*